terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Encontros desencontrados (4/4)


Parte 4 - Focos conflitantes

(Continuação de uma análise feita a partir de um questionamento sobre motivos de uma tentativa de relacionamento não seguir adiante. Para melhor entender o contexto é preciso ler as partes anteriores.)


3) Renovação versus Atualização

Um pensamento popular costuma achar comum que chega uma hora em que o homem troca sua mulher de 40 anos por outras duas de 20.

Matematicamente correto. Mas seria justo? E por que isto acontece?

Da mesma forma que os jovens homenzinhos estão com todo fogo e vigor, as mulheres mais jovens estão naquela fase de si conhecerem até onde podem ir, estão mais abertas a experimentar e correr risco, tudo parece novidade, excitantes para ambos.

Não sei exatamente por que acontece, a mulher amadurece mais rapidamente que os homens.

E principalmente depois de terem filhos, refreiam seus desejos e volúpia sexual, ou pelo menos reduzem a freqüência, e lidam melhor com isto.

Poderia até achar explicações fisiológicas (o ciclo fértil na mulher que a faz sentir-se irresistivelmente sexy e sedutora uma semana por mês), ou psicológicas (tendo seu papel de ser mãe cumprido, razão biológica para se fazer sexo) para esse tipo de comportamento.

Já os homens, não (o ciclo fértil deles não é mensal, é diário!). Se depender de sua anatomia, tecnicamente pode-se dizer que uns 20 minutos (esse tempo para se recompor varia para cada um) depois uma transa, está pronto para outra... (rsrs)

Seja também por explicações fisiológicas (a função sexual do macho é perpetuar a espécie o máximo possível, portanto tem que estar apto para copular com toda e qualquer fêmea produtiva, até durante o período no qual sua preferida esteja em gestação ou indisponível), ou seja por razões psicológicas (só pensa em sexo, quase o tempo todo, mesmo que negue isto), o homem está sempre querendo (= predisposto a) fazer sexo toda hora, mesmo após dias estressantes ou exaustivos...

Eu diria até, principalmente nesses dias assim, pois o sexo lhes é relaxante após a excitação e êxtase - por isto homens gozam, viram pro lado e dormem, enquanto as mulheres ficam insaciadas e querendo mais, depois de provocadas e excitadas.

Então, esta tendência e predisposição de cada um, com o passar do tempo chega num ponto que gera conflito.

As mulheres acima de 40 anos se acomodam sexualmente, sobretudo as que são mães (que ficam com outras preocupações).

Os homens acima dos 50 anos continuam com fome e querendo mais e sempre.

Daí não ser raro que os homens cinqüentões, na chamada "idade do lobo", saiam à caça do fogo de moças na casa dos vinte e poucos, para satisfazer sua fome e desejo, quase uma necessidade.

E muitas vezes a repulsa, desinteresse ou "descuido" da própria mulher (talvez até inconsciente disto) o induza a agir assim, a buscar fora o que não encontra em casa.

E, quando acontece, esses lobões são os tipos mau caráter que resolveram perversamente aplicar matemática ao dividir idade para obter prazer em dobro.

Bem, esta é uma visão masculina. Obviamente a versão do lado feminino encontrará uma série de atenuadores, justificativas e fatores nem sequer mencionados, que certamente reverteria o cenário, inocentando-as completamente e recolocando os vilões em seu devido lugar.

Enfim, as necessidades e carências podem ser parecidas, mas as suas percepções e decorrentes ações e reações divergem, e com rara felicidade são harmônicas por muito tempo.

A única forma que vejo e entendo de sustentar isto, é através do diálogo, além da afinidade e intimidade.


É isto. Quase uma tese, heim? (rsrs)

4 comentários:

Mile Corrêa disse...

kkkkkkkkkkkk
Realmente é interessante ver
uma situação assim sob a ótica
de um homem...apesar de eu
discordar de alguns pontos,
não posso negar que foi um post
bem legal! =]
Legal o seu blog, vou te seguir ;)
Beijos

Mile Corrêa disse...

Respondendo o seu comentário:

Duvido também de tudinho que você
falou André! kkkkk
Mas do amor, só em breves momentos,
quando estou com raivinha.
Porque para que o amor continue a existir é preciso que não percamos a fé nem a esperança em seu poder.

=D

Isadora M. disse...

o problema, pra mim, é que as mulheres não são criadas para ter vida própria...

Ju ♥ disse...

achei sua análise da situação perfeita, muito do q você pensa e escreveu é o q eu penso, e aqui incluo a questão da gentileza e do respeito, além da maturidade, independente da idade, pra saber dar fim sem necessariamente recorrer ao sumiço.
é como eu disse antes, vida q segue.

Related Posts Relacionados with Thumbnails