sábado, 4 de abril de 2009

Contos e Contas (3)

Esta quem me contou foi Henrique, meu amigo, caso que se passou com o filho dele.

Eles foram comprar uma tartaruguinha e na loja o Paulo Mateus perguntou se aquela tartaruguinha era macho.

A moça levantou-a, passou o dedo por baixo do casco e disse:

- "Olha, tem uns 70% de chances de ser macho" (nota: deduzir sexo de uma tartaruga não é tão fácil como nos mamíferos)

Sabe o que ele disse, bravo?

- "Não quero tartaruga hermafrodita! Quero uma tartaruga macho inteira, sem ter 30% de boiola!"

É, assuntos dos tempos de hoje... Mas a matemática está perfeita!!

20 comentários:

Vivian disse...

...pensando aqui:

fico muito triste quando vejo
estas crianças precoces.

não vivem seu tempo de boas
brincadeiras, porque se tornam
vítimas dos adultos que querem
acelerar o processo, e com isso
entopem suas cabecinhas com
informações que viriam normalmente
à seu tempo.

e o pior...
ensinam erradamente incitando-os
à preconceitos desnecessários.

sorry, moço

hoje pensei alto.

bjuss

Andre Martin disse...


Vivian:


Compartilho de sua preocupação, mas não de sua tristeza.

É fato que as crianças de hoje já não brincam e nem sabem brincar como nos nossos tempos de crianças.
Por outro lado, os tempos são outros. A tendência é dos mais velhos ter dificuldades em enxergar a rapidez das mudanças e entender as novas necessidades que desafiam os futuros adultos. Isto também foi assim no nosso tempo, só perguntar a nossos pais e avós. Certas coisas não mudam... Outras mudam, no aspecto e roupagem, apenas.

O que me conforta é saber que, dentre as coisas que não mudam, é a necessidade de preparar as crianças para enfrentarem o mundo, se possível desde já, senão pelo menos quando forem realmente adultos. E ali, nesse tempo num futuro próximo, a competição e a lei dos mais fortes e mais espertos determina quem vencerá e quem sobrevirá. E não nos iludamos: essas brincadeiras de hoje, "inconcebíveis" para nossa visão, são a preparação que necessitam para o futuro que se lhes desenha. A velocidade de absorsão da informação e capacidade seletiva lhes são habilidades fundamentais e imprescindíveis dominar.

Tenhamos fé na garotada, principalmente se lhes apontarmos a direção certa... Afinal, a caminhada será deles, não nossa.

Obrigado, como sempre, pelo enriquecimento de seus comentários aqui. Que seus pensamentos gritem quantas vezes quiserem!!

flw? vlw!

Vivian disse...

...André meu lindo,
entendo e respeito todo
e qqr pensamento de outrem,
mesmo que necessariamente
eu não concorde na totalidade.

existe um livro antigo,
muito antigo, que diz:

"há tempo para tudo"

...por quê não respeitar
todas as etapas, se
a natureza cuida?

o que ganha uma criança
em saber o que é um hermafrodita,
se não for para ensinar-lhe
de maneira científica, se é
que isso venha a acrescentar
em seu tempo de bolas e bonecas?

bj

Andre Martin disse...


Vivian:


Pois, se "há tempo pra tudo", há tempo inclusive para isto, não? rsrs

Tudo é relativo e depende de interpretação. Há que se instigar, perguntar, questionar; quem sabe isto não nos ajuda a entender o tempo dos tempos? rsrs

Entendo o que você quer dizer aqui. Mas, defendo, a "culpa" não é dos "precoces", é do sistema que os adultos lhes impõem, ou talvez nem estes, mas sim o tempo dos tempos em que vivemos.

Neste caso, acho que ele apenas empregou um aprendizado da escola. De que vale o conhecimento se não puder ser prático? Todo conhecimento não utilizável é vão (pelo menos do ponto de vista da felicidade).
Acho que, mais do que fazer graça, ele pode ter ficado contente em achar uma aplicação pelo que se ensinou na escola: ele demonstra que realmente aprendeu algo.

Vou contar outra dele. Um dia chegou em casa muito preocupado: "Pai, estou 'em extinção'! Sou o único de mim mesmo!!" KKKKKKKKK

Não é genial? Por que ninguém pensa nisto, quando aprendemos a definição de "ser/espécie em extinção"? rsrs

No fundo, eu fico triste quando vejo que não aproveitamos essas crianças precoces. Quando nada fazemos diferentes para tirar delas (no bom sentido, de fazer desenvolver, aperfeiçoar, dar vazão) esse potencial, esse diferencial fabuloso que muitas vezes é sufocado e desencaminhado, como tantas vezes vimos acontecer até em crianças dos nossos tempos, que "sabiam" brincar como nós pensamos o que é "saber brincar"...

As crianças precoces (que borbulham em profusão), cada vez mais e em maior quantidade, estão em extinção!... Isto é triste pro bem da Humanindade, muito triste!

Cris Animal disse...

CVindo agradecer sua passagem pelo meu blog e conhecendo um pouquinho do seu.

O tempo enlouqueceu e enlouquecemos junto com ele! O dia não tem mais 24 horas e a hora 60 minutos, muito embora o relógio continue processando esse tempo. Nessas, as crianças parecem que pulam etapas, deixam coisas pelos cantos e rapidamente questionam a sexualidade das tartarugas.....rs
Na boa?
Não temos muito tempo para reverter centenas de coisas neste planeta. é bom que as crianças tenham essa agilidade de pensamento e ...tomara que usem toda essa capacidade e inteligência para uma revolução que nos leve a renascer em meio a cinzas.
ow ow.......estou meio derrotista?
Acho que o mundo é que tá estranho.

Obrigada pela visita e volte sempre
Beijos
.............Cris Animal

Vivian disse...

...continuo acreditando que
criança deve ser tratada como
criança, mesmo diante da
evolução da espécie humana,
de gerações em gerações.

costumo observar as crianças
da modernidade, aquelas que
dominam o computador, e toda
a parafernália eletrônica
que se segue, e as comparo
com as crianças dos bairros
mais carentes, e sem sombra
de dúvida, há muito mais
insatisfações com a primeiras,
em comparação com aquelas
que rolam pela rua em seus
carinhos de rolemãs ou ficam
encardidas em meio as bolas
de futebol num campinho
de terra vermelha.

não quero com isso fazer
apologia à miséria, à
pobreza e falta de cuidados
com estes serzinhos em crescimento.
isso sim é indígno.

mas q elas são muito mais
crianças e felizes, isso
para mim é uma verdade
incontestável.

este assunto vai looonnnge...rss

não se intimide em postar
seus papos comigo, lá em casa.

o blog não é de enfeite, e sim
para interagirmos de todas
as formas.

adoro isso

bj

Andre Martin disse...


Cris Animal:


Na boa? Eu acho que você está algo certa. Eu tenho esperança nas habilidades das crianças de hoje, que elas possam se adaptar ao pouco tempo que lhes/nos resta, e isto depende só delas, já que não temos contribuído muito para facilitar-lhes a vida em termos de futuro da humanidade.

Os derrotistas otimistas dizem que no futuro próximo só vai sobrar merda pra gente comer... Os derrotistas pessimistas temem que não dê para todo mundo! rsrs

Acho você otimista. Também sou. rsrs

D.Ramírez disse...

Como comprar um casal de coelhos para a pascoa e o casal ser duas femeas. Pô..td bem que a modernidade tem casos assim..mas nao combinou, deixamos na loja..rs

Abraços

Lis disse...

Ah, de fato, a matemática está perfeita.

Essas criaturinhas nos surpreendem cada dia, fico impressionada. Mas não acho de todo ruim, não.

Abraço

Felipe Attie disse...

Confesso que nem eu faria um cálculo desse. Manda a boiola mesmo e foda-se!

Yara Albuquerque disse...

Bom não creio que essa criança seja preconceituosa não, a final crianças ainda não tem esse discernimento... Ele só queria uma tartaruga macho, o que há de errado??? O foco é a capacidade dessa criança fazer esse calculo, de porcentagem perfeito... Eu gostaria de ter um filho assim! Ele me lembrou o Hélio da série minha nada mole vida!!!!

Tatiana disse...

Oi André...
Gostei muito de conhecer o seu blog.
Gostei também de ler a página de recados...a troca de palavras entre você e a Vivian me fez refletir!
*

Obrigada pelo carinho da visita!
Tenha uma excelente semana!
Beijos

Yara Albuquerque disse...

Ai André, Deeeeeeeeeeeeeeeeeeeeus te ouça.... com muito amor e carinho!!!! rsrsrsrs

lugirão disse...

As crianças hoje tem informações que as gerações anteriores não tinham, se é ruim ou bom, não sei, só com o tempo saberemos.

Lembro que a minha avó já achava que nós estávamos sabendo demais e que era sinal do fim dos tempos...

Li em algum lugar numa dessas pesquisas que tem por ai... que diz que no futuro todos seremos bissexuais...

Beijos

Leticia disse...

André fico imaginando a cara da vendedora!kkkk

Ah essas crianças...adoro.

ze disse...

- Eu não acho que essas crianças sejam precoces.
A percentagem de génios (que é algo relativo, os melhores), dos que se destacam dos outros, faz parte do que não muda com o tempo.
Papai acha sempre seu filho um génio, mas não foi sempre assim?

- As pessoas têm a tendência para valorizar mais a sabedoria dos outros que eles não possuem.
Neste caso, a precocidade que eles não tiveram.
Mas há também a sabedoria que os nossos avós tinham em criança e nós já não temos e nossos filhos menos ainda. Não nos faz falta, não lhes fará falta?

- Hoje aprende-se mais assuntos e mais rápido, mas convêm não esquecer “o outro lado dessa moeda”, que é – se é mais e mais rápido então também é menos sólido e mais superficial, não é não?

Informação não é conhecimento.
Conhecimento requer tempo de repouso de ideias, tempo de reflexão.
Tempo.
E às vezes também requer vida, experiencia.

Não estou tão optimista assim!

ze disse...

André,
Eu costumo responder sempre no meu blogue, mas desta vez resolvi fazê-lo aqui, pois assim você lê antes.

Aquele desenho é só uma brincadeira, não tem interesse.
É um sorriso (smile) virado ao contrário.

Mas se você quiser ler o que eu escrevi terei muito gosto, principalmente porque tenho andado a escrever precisamente sobre as minhas observações do que está mudando na sociedade dos nossos dias.
Esses posts (3) chamam-se "Escarafunchar o futuro"- partes 1, 2 e 3.
Será um prazer ler os seus comentários, opiniões.

Agradecido pela sua resposta lá.

um abraço de Portugal.

Lilian Pavan disse...

rsrs... boa!!!!!

Tia Brites disse...

E BI, a tartaruga não tinha BI?

Ricardo Gilli disse...

Informação está em todo lugar!

Nossas crianças hj em dia conseguem muita informação , mas nao conseguem discernir o que é bom e ruim para eles. O Conhecimento só vem com o tempo, raciocinando e refletindo , filtrando as coisas que a informacao nos proporciona.


Sobre o fato de crianças mais pobres serem mais felizes por brincarem com carrinhos de rolemas e coisas do genero... Me desculpe mas até os mais pobres hoje em dia nao saber direito o que é um carrinho de rolema... A informacao de conteudo adulto para criancas de todas as classes economicas sao tantas, que hoje em dia se voce for em uma escola publica de 1- a 9 serie, as perguntas e brincadeiras vividas sao na maioria relacionadas a sexualidade... Nao é a toa q a cada dia q passa se ve mais e mais meninas com menos de 14 anos gravidas por ae....

Related Posts Relacionados with Thumbnails