segunda-feira, 30 de março de 2009

Contos e Contas (1)

Estava contando uma história pros meninos de um cachorrinho perdido na floresta, na hora do almoço para entretê-los enquanto comiam.

Uma vez terminada a história com moral e tudo, resolvi aproveitar o tema e fazer uma charada antiga, para exercitar seu raciocínio.

A famosa pergunta era: "Por que o cachorro só entra até o meio da floresta?".

Para quem já sabe, a resposta é óbvia: "porque depois da metade ele já está saindo".

Mas para quem tem imaginação e/ou preguiça de pensar matematicamente na questão, nós até que nos divertimos com as várias razões apresentadas por eles:

- "... porque o cachorro estava com fome e voltou para comer alguma coisa!"

- "... porque ele era manco, e andava de lado!"

- "... porque ele trombou com a árvore que estava no meio da floresta!"

- "... porque a estrada acabava ali!"

Não, não, não...

Ok, passamos a dar dicas, do tipo "imagina uma floresta fechada/delimitada, como um prato, e tem uma estradinha que atravessa ela inteira, e por que o cãozinho só entra pela estrada até a metade dela?"

Então, o Arthur, que ainda estava comendo (fica por último, como sempre) olha pro prato dele e com ar de quem descobriu a resposta, dispara:

- "Ora, porque eu já comi a outra metade da floresta!" (de fato, ele tinha meia lua de comida no prato...)

E o Davi sai com outra:

- "Ah, porque o ingresso que ele pagou para entrar só dava direito de ir até a metade!"

Bom, por fim entenderam a lógica da pergunta, depois de tantos outras tentativas "originais" (eu nem sonharia em imagintar tantas!).

2 comentários:

Mai disse...

Eu adoro crianças, Andre e sempre acho graça e propósito em quase tudo o que falam, sabes?
Mas por fim se eles dessem sempre as mesmas respostas tu estarias com 'crise' de inexistência, achando-os pouco criativos...

Mas essa história de contar histórias na hora da refeição por vezes é um tiro que sai pela culatra... Mais distraí do que acelera, colheradas à boca porque eles ficam querendo decifrar a charada...

Melhor inventares um número do Cirque du Soleil e deixa as historinhas para a hora da cama, que achas?

Abraços,

Mai

Andre Martin disse...


Mai:


Hahaha! Deusmelivre! Isto seria como querer apagar fogo com gasolina!! Imagina! Na hora de dormir, eu quero que eles durmam logo para eu poder dormir... ficar instigando-os seria deixá-los ainda mais "acesos"! rsrs

Já que tem tem "ema, ema, cada um co's seus pobrema", existe também:"milho, milho, cada um co's seus filho". KKKKKK

Em todo caso, obrigado pela dica. Breve, nova historinha dessas: (2) vem aí!

Related Posts Relacionados with Thumbnails