domingo, 6 de maio de 2012

EXTREMOS versus INTERMEDIÁRIOS



Achei ótima a frase complementar:


"Entre 8 ou 80... HÁ 72 POSSIBILIDADES!"


Eu não gosto e não acredito nestas tendências "quânticas"
de encarar e interpretar as coisas com apenas 2 estados de tudo:
sim ou não,
preto ou branco,
luz ou escuridão,
yang ou ying,
certo ou errado,
bem ou mal,
um ou zero,
tudo ou nada...

Parece ser mais fácil se apegar a esse modelo simplificado,
de impelir a uma escolha entre extremos opostos absolutos.

Na natureza há em tudo uma continuidade,
mesmo nas transições abruptas,
ainda que imperceptível no tempo
ou na nossa capacidade de entender e/ou perceber!

Existem sempre os meios termos,
aos quais não nos dão direito de os termos por inteiro.

Embora usemos o conceito prático do modelos do mundo digital/quântico,
a natureza (e até a eletrônica, onde o ideal se obtém por aproximação)
nos demonstra que o mundo É analógico/contínuo!


Entre o sim e o não,
tem o talvez e a dúvida das certezas.

Entre o um e o zero
tem as frações e uma infinidade de passos e degraus.

Entre o preto e o branco,
tem as cores e as várias tonalidades de cinza.

Entre a luz e a escuridão,
tem os fachos de luz, a penumbra e os reflexos tardios,
além de toda a memória do que havia quando se fecha os olhos.

Entre a fogo e a gelo,
tem o calor do dia e o frio da noite.

Entre o claro e o escuro,
tem dias nublados e noites estreladas.

Entre o passado e o futuro,
tem o presente que muda sempre, mas está sempre aí...

Entre o nascer e morrer,
temos vários momentos e atitudes em que somos do bem ou do mal,
portanto não pode haver um resumo final.

A vida não é um livro que começa numa capa e termina na outra.
São apenas capítulos de vários livros que se interligam,
e cada um faz sua própria leitura de sua história
e das dos outros com quem se relaciona (ou não),
e que vêm sendo escritos e que vai continuar,
até depois quando deixamos de ser personagens principais ou coadjuvantes.

Entre o eu e o você, tem o nós e os outros... e a internet!

Entre as pontas extremas, temos o inter-médio-diário
no dia-a-dia do nosso meio-ambiente que interagimos.


11 comentários:

Luma Rosa disse...

Hum... para existir o meio termo é preciso existir as "tendências "quânticas"".

Julio Melo disse...

Preciso ter tempo para comentar... no mínimo um par de horas.

Andre Martin disse...


Luz de Luma:


Que maravilha você passando por aqui e deixando seu comentário!

Assim pode existir tudo, meio termos para tudo termos!

A tendência existe, mas quanta superintendência? (rsrs)

Andre Martin disse...


JúlioMelo:


Só um par de horas?
Pois no cardápio estão sendo servidas
oito ou oitenta, serve?
Mas tudo bem sobram pelo menos setenta e duas outras opções...

Luma Rosa disse...

superintendência pode ser para menos ou é somente para mais?
Comentei no blogue que ia assistir os vídeos no final de semana, acabei que assisti todos no mesmo dia, praticamente logo após, pois me vagou um horário. Só que o quinto link que deixou, não funcionou.
Bom fim de semana!!

Andre Martin disse...


Luma Rosa:


Assim como superstição
é um grande "stiço"
(nem me pergunte o que é isto!)
com super-poderes,
superintendência
deve ser a qualidade duma pessoa
ser super tendencioso/a
a quere ser entendido/a!

E super pode ser pra mais ou pra menos
(embora pra menos seja infra, em latim,
como em grego temos hiper x hipo,
que é prefixo mais usado para menos)


Quanto ao último link, não se preocupe,
era apenas apontamento para uma página
onde se poderia baixar o documentário,
caso não pudesse/quisesse assistir
pelo YouTube (nestes links):

SE NÃO EXISTISSE A LUA - parte 1 (de 4)
http://www.youtube.com/watch?v=w9yuZEEhNS8

SE NÃO EXISTISSE A LUA - parte 2 (de 4)
http://www.youtube.com/watch?v=6StQR9QQ8JM

SE NÃO EXISTISSE A LUA - parte 3 (de 4)
http://www.youtube.com/watch?v=FqEtwIiMHoc

SE NÃO EXISTISSE A LUA - parte 4 (final)
http://www.youtube.com/watch?v=ApPNPuPjmYk


Iara disse...

Você gosta de ser do contra.

Andre Martin disse...


Iarinha:


Eu? do contra??
Não sou não!!!!

rsrsrs

(não sei de onde você tirou esta idéia!...
os outros é que são todos do contra,
querendo acreditar só nas pontas!)
rsrsrs

Carla Fernanda disse...

Por isso a gente se perde, mas por outro lado, nos colocamos em algum ponto entre os extremos... a dúvida é determinar um ponto exato e isso nos faz aprender. O essencial é continuar caminhando...

Helia Barbosa disse...

Sempre preferi as possibilidades e probabilidades! Qual seria a probabilidade de ler um texto tão bom assim, 3 anos depois??? E que bom que eu li... Amei o texto!

Helia Barbosa disse...

Sempre preferi as possibilidades e probabilidades! Qual seria a probabilidade de ler um texto tão bom assim, 3 anos depois??? E que bom que eu li... Amei o texto!

Related Posts Relacionados with Thumbnails