domingo, 23 de outubro de 2011

Do forte, fica a ruína!


( fonte: www.salmara.com.br, via mfc )
A fortaleza invade o mar,
toma conta da costa,
em defesa fica a olhar
barcos que vêm de longe... vês?
Esquece que seu maior inimigo
está logo ali a seus pés!
O mar que os lambe e destrói
com o sal que arruína e corrói.
E o que era novo vira antigo.
Enfrentar, vale a aposta?


Bônus I:

Não custa lembrar o valor nas derrotas:
Imortais
http://mesdre.blogspot.com/2010/05/imortais.html




Bônus II:

A ruína é ruim, né? Ela arruína!


"Existirmos: a que será que se destina?
Pois quando tu me deste a rosa pequenina
Vi que és um homem lindo e que se acaso a sina
Do menino infeliz não se nos ilumina
Tampouco turva-se a lágrima nordestina
Apenas a matéria vida era tão fina
E éramos olharmo-nos intacta retina
A cajuína
cristalina
em Teresina"


Cajuína - Caetano Veloso - 4:46
https://www.youtube.com/watch?v=nmd7Nw9KqaE



17 comentários:

mfc disse...

Enfrentar... uma necessidade!
Sempre!

Ivana disse...

Olá André,
Enfrentar sempre, venha o que vier, um grande abraço, uma ótima semana

Alê disse...

Confesso que a frase 'do forte fica a ruína' me causou calafrios,


lindaaaaaaaaaaaaa

Alê disse...

Arrumei meu texto... Obrigada!


E continuo pensando na frase que postou...

Linda!

Vivian disse...

...de ilusão tbm se vive.

ou não?

bjs

Luna Sanchez disse...

Em defesa fica a olhar
e decide que aceita a aposta.
Antes assim do que indefesa contra o mar,
sem tentar encontrar a resposta.


Pode fazer duetinho aqui, André? Bom, se não pode, já fiz.

Beijocas de abacate.

Ivana disse...

André eu fiz comentário no link da sua postagem que você deixou no meu blog.
Uma ótima semana, um forte abraço.

Fátima disse...

Oi Eder,

Mas não seria ele o inimigo por estar construído dentro do mar...

Beijo meu
Obrigada pela presença é comentários.

Cissa Romeu disse...

Martin!
rsrs
eu acho que ela quis dizer André, e não Eder...
a menos que teu nome seja André Eder rsrs
Desculpe não me aguentei...
...
acesso de riso, aiiiiii....

Desculpe!
Me desculpa? Ouvi um sim?
Tá bom... Tá bom?

O mar, tão belo e majestoso, no mistério... (só um pouquinho...)

voltei:
O mar, tão belo e majestoso, no mistério esconde o que coroe, faz vida aos olhos e as tira.

Viu Martin, por isso te chamo de Martin. Entendeu?
Adorei o Tremusdamivi, também estou seguindo na esperança que o senhor o atualize, viu?
Estou seguindo os teus 3 blogs, me deve 3 chops! rsrs

O LP do Supertramp é o Famous last words.

Nos vemos!
Se atualizar o Tremusdamivi, me avisa?

Beijinhos e te cuida! :)

Maria Inês disse...

Me encontrei no primeiro poema. É complicado, quando a pessoa que mais amamos nos abandona ou nos trai é que a gente conhece a nossa vida pelos próprios pés!

Beijooooooos e fica com Deus!

JGCosta disse...

Gostei imensamente do trocadilho!

Abraços!

Milton disse...

Parabéns pelo seu blog. Show!

Helinha disse...

Incrível, já no título... que momento inspirador esse seu, viu...

Lembrou-me um caso... Quando eu tinha uns 13 anos (faz uns quinhentos anos, mas minha memória é boa pra algumas coisas), uma colega contou-me o caso de uma prima sua. A menina achava que o grande problema da vida dela era não ter um namorado. Que quando tivesse um namorado, tudo se resolveria em sua vida. Coitada, que engano. Seus problemas começaram exatamente quando começou a namorar... hehehe

Falando em ruína, bônus pra você também:

"Eu também posso dizer
Amar foi minha ruína
Que triste sina querer assim
Sem conseguir te esquecer,
Sonho que vou te perder,
Não sei meu Deus qual será meu fim.

Este ciúme alucina,
Só desventrura me traz
Cavei a própria ruína
Por te amar, amar demais,

Buscando a felicidade,
Eis a terrível verdade,
Jamais fui tão infeliz, jamais!"

(Um clássico... Amar foi minha ruína - Noite Ilustrada)

Fátima disse...

Oi André, oi Cissa

Gente que falha.. rsrs

Isso que dá ir de um blog a outro, misturei os nomes, humanamente eu, desculpa Andre!!

Beijos

Sonhador disse...

Muito bom esse seu blog está de parabens
que tal fazer uma parceria.
Veja http://www.grupoalemay.com.br

Abraços

tossan® disse...

Sem a utopia nada feito, não existirá nem mesmo a sina. Vale a aposta. Abraço

Ale. S. disse...

E as ruínas? Cicatrizes que nos lembram, que o forte, existiu...

Related Posts Relacionados with Thumbnails